• Observatório Social

Saiba o peso dos impostos nos presentes de Dia dos Pais

No próximo domingo (12) é comemorado o Dia dos Pais, mas quem pensa em homenagear seu pai vai sentir no bolso como a alta tributação influencia diretamento no preço dos presentes mais comuns da data.


De acordo com um levantamento feito pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), um dos presentes mais tradicionais, o perfume, possui até 78,43% de impostos sobre cada produto, caso seja uma marca importada. Mesmo os nacionais sofrem com a alta carga tributária, a incidência é de 69,13% do valor final.


No caso de presentar seu pai com um relógio de pulso, a porcentagem em impostos será de 53,14% do valor, no televisor 44,94%, na câmera fotográfica 44,75% e no DVD 44,20%.


Entre os presentes mais tradicionais estão a gravata com 35,48% em tributos, a camisa com 34,67% e o cinto de couro com 40,62%. Nem um singelo porta retrato escapa, 43,47% do seu valor corresponde a impostos. Já quem pretende almoçar com seu pai em um restaurante, terá 32,31% do valor da refeição em tributos. 


Para João Eloi Olenike, presidente do instituto, "a alta carga tributária atribuída aos presentes do Dia dos Pais é porque estes são considerados itens supérfluos. O perigo é que o preço tão elevado desses produtos ao consumidor final venha a restringir o consumo e subtrair um momento de muita alegria e confraternização entre as famílias", diz.


Veja os exemplos da carga tributária de presentes divulgados pelo IBPT:

Almoço em restaurante → 32,31% Aparelho de som → 36,80%

Calça jeans →  38,53%

Câmera fotográfica → 44,75%

Camisa → 34,67%

CD → 37,88%

Cinto de couro → 40,62%

DVD → 44,20%

Gravata → 35,48%

Ingressos → 40,85%

Óculos de sol →44,18%

Passagem aérea → 22,32%

Perfume importado → 78,43%

Perfume nacional → 69,13%

Porta retrato → 43,47% Sapatos → 36,17%

Relógio → 53,14%

Televisor → 44,94%

Vinho → 54,73%

0 visualização