• Eliza Keren M da Silva

Responsável pelas Relações exteriores gasta R$ 2,2 mil em cervejas

O interesse pelas cervejas artesanais, aquelas produzidas com puro malte em micro-cervejarias, também invadiu os paladares do funcionalismo público. O Cerimonial do Ministério das Relações Exteriores (MRE), responsável por organizar grande parte dos eventos do governo federal, gastará R$ 2,2 mil em cervejas Baden Baden


Conhecida como a primeira cervejaria "gourmet" do Brasil, a Baden Baden produz 13 rótulos do produto e o preço de cada garrafa de 600 ml costuma variar entre R$ 15,00 e R$ 25,00, dependendo do tipo. Supondo que a compra seja da mais barata, do tipo Cristal, a versão pilsen da cervejaria, cerca de 150 garrafas serão adquiridas. Ainda no clima de festa, o Grupamento de Apoio de Brasília deu preferência para a alimentação. O órgão irá desembolsar R$ 19 mil em salgadinhos. Nada de frituras: só salgados assados serão adquiridos. Entre eles, estão mini-empadas de frango com catupiry, presunto e queijo e frutos do mar, mini-esfirras de carne, mini-quiches de queijo, alho-poró, entre outros. O Supremo Tribunal Federal não comprou suprimentos, mas equipou a cozinha. O órgão deve gastar R$ 150,00 para comprar uma chaleira de aço inox. Saindo da esfera doméstica e entrando na tecnologia, a Autoridade Pública Olímpica está na correria para cumprimento das metas do megaevento de 2016. O órgão já empenhou (reservou do orçamento para gasto futuro) R$ 518,5 mil para o pagamento do 3º termo aditivo do contrato que prevê locação mensal de equipamentos de informática, micro computadores e notebooks.


*Vale ressaltar que, a princípio, não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade neste tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas. A intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas.

0 visualização0 comentário