• Eliza Keren M da Silva

Queda na venda de veículos pode ser uma das consequências da crise

São vários índices os quais apontam que o Brasil está em forte recessão. Os exemplos disso são aumento na taxa de desemprego, inflação, aumento de inadimplentes, além de outros. A fim de apontar um dado de forma objetiva, o Observatório Social de Brusque (OSBr) buscou informações junto ao Departamento de Trânsito (Detran-SC) para avaliar o comportamento do consumidor com relação ao crescimento da frota nas cidades de Brusque e Guabiruba.


Conforme os dados pesquisados, em Brusque, de agosto de 2012 a agosto de 2013, a frota de automóveis aumentou em 2.123 veículos; e de 2013 para 2014, 2.350 novos carros incrementaram a frota da cidade, ou seja, um aumento de 10,69 %. Já o crescimento de carros em Brusque entre agosto de 2014 e agosto de 2015 foi de 1.868, ou seja, um decréscimo de 20,51 %.


Na mesma linha, foi verificado que Guabiruba também tem sentido as consequências da crise. Entre agosto de 2012 e agosto de 2013 houve um aumento de 414 novos registros de automóveis; no ano seguinte, 412 novos carros foram somados a frota, ou seja, o crescimento manteve-se praticamente estável. Já em agosto de 2015 constatou-se que, no último ano, houve um acréscimo na frota de automóveis em Guabiruba de 292 veículos, que corresponde a uma redução de quase 30%.


Foi pesquisado somente o número de automóveis, no entanto, também compõem a frota, os carros, caminhões, caminhonetes, ônibus, motocicletas, entre outros.

Confira os dados completos:




0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo