• Observatório Social

OSBr pede informações sobre quadro médico municipal

Com o objetivo de iniciar um trabalho de avaliação dos serviços de saúde do Município, o Observatório Social de Brusque - OSBr, encaminhou ao gabinete do prefeito Jonas Paegle, no mês de julho, um Ofício que solicita a relação de todos os médicos da rede municipal, bem como locais e horários de trabalho, e qual forma de controlar a assiduidade e produtividade desses profissionais. O documento questiona ainda como é articulada a concessão de férias dos mesmos, se há substitutos ou o atendimento é suspenso.


De acordo com o diretor executivo do Observatório Social de Brusque, Evandro Gevaerd, todo cidadão brusquense paga em torno de 40% do seu salário em tributos.

"O cidadão trabalha quase cinco meses para manter a estrutura pública, por isso, merece um serviço de qualidade, e se o poder público tiver uma boa gestão, certamente os serviços disponíveis aos cidadãos serão bons, e é isso que o Observatório Social pretende verificar", observa.

O representante do OSBr destaca ainda, que é importante os cidadãos comunicarem a entidade, quando procuram atendimento em uma Unidade de Saúde e verificam que o médico não está presente no horário em que deveria estar. "Essa fiscalização é fundamental para cobrarmos melhorias. Sabemos que muitos bons médicos e profissionais vocacionados cumprem regularmente sua carga horária e trabalham com afinco, mas na ocorrência de casos isolados, entendemos que é preciso haver algum registro e um esclarecimento para a população", conclui Evandro.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo