• Observatório Social

Programa Observador Social Mirim ganha nova revista

Fundador do Observatório Social de Brusque receberá homenagem no próximo material de apoio do programa Observador Social Mirim


Entre as novidades foram feitas mudanças na diagramação do material, que agora segue uma proposta mais moderna para facilitar a compreensão e atrair ainda mais a atenção dos alunos do quarto ano do Ensino Fundamental.


Também houve alterações nos traços da protagonista do programa, a Lupinha, que agora ganha feições mais femininas para se adaptar ao pronome do objeto que representa.


A principal novidade da nova revista, entretanto, será a homenagem prestada a Nelson Zen Filho, o Tato Zen (in memorian), que surge como um novo personagem para contracenar com a Lupinha. O menino Tato irá auxiliar nas explicações sobre deveres cidadãos, os três poderes, tributação, a prática do respeito, entre outros.

Homenagem

Conhecido no meio filantrópico e empreendedor de Brusque, o empresário Tato Zen marcou a história do município por participar ativamente de seu desenvolvimento. Mais que isso, foi o idealizador e fundador do Observatório Social em Brusque, trabalhando até o fim de sua vida em prol do crescimento transparente da cidade.


Para introduzir esse personagem tão importante em nossa história, fizemos uma breve biografia da vida e legado de Tato Zen, que passa a ser efetivamente eternizado em um de nossos programas mais reconhecidos.

Vida e carreira

Nelson Zen Filho, mais conhecido como Tato, nasceu no dia três de outubro de 1957, em São Paulo - SP. Filho de Nelson e Maria Zen, o jovem mudou-se para Brusque aos 20 anos de idade, após o pai e o tio fundarem a empresa Zen SA no município.


Cursou o ensino superior em Engenharia Civil e Administração e pós-graduação em Gestão Empresarial na FURB. No mercado de trabalho, iniciou as atividades cedo na empresa do pai, contribuindo na área técnica como desenhista. Com o gradativo crescimento da Zen, Tato iniciou uma ascensão exponencial na carreira, trabalhando nas áreas de manutenção, projetos, comércio exterior, vendas e financeiro. Mais tarde, em 1983, Tato assumiria o posto de diretor e presidente da Zen, do qual encarregou-se até 2015.

Casou-se com Maria do Carmo Tomazoni Zen em 14 de julho de 1984, com quem teve 3 filhos: Magali, Gabriel e Arthur. A eles, ensinou desde cedo a importância da disciplina e da responsabilidade, sendo para sempre lembrado como uma pessoa que pregava e praticava a integridade e a honestidade.

Após a carreira estabelecida, Tato expandiu ainda mais suas contribuições para a cidade. Assumiu a presidência da Associação Empresarial de Brusque (ACIBr) em 2009 e atuou como vice-presidente do Sindicato Patronal das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Brusque (SIMMEBr), almejando sempre pelo crescimento do município.

Tato também esteve engajado em algumas ações sociais em prol da comunidade brusquense: foi conselheiro do Clube Esportivo Bandeirante e da Faculdade São Luiz e presidente da Associação Empresarial, além de participar ativamente do movimento católico do Emaús no município, atuando como presidente por alguns anos.


Observatório Social

Foi apenas em meados de 2010 que Tato Zen tomou conhecimento do Observatório Social. Segundo sua esposa, Carmo Zen, o empresário sentia necessidade de uma organização visando a fiscalização da gestão pública e a promoção de projetos na área de educação fiscal. Extremamente interessado nesse objetivo, Tato buscou auxílio do Observatório Social de Itajaí e Florianópolis, para se informar sobre a organização.

Usou de seu cargo na ACIBr para propor a alguns empresários a possibilidade de um Observatório Social especialmente voltado para a cidade de Brusque. A aprovação foi quase instantânea: além da ACIBr outras dez entidades se juntaram para fundar o Observatório Social de Brusque, sendo elas: a Câmara de Dirigentes Lojistas de Brusque (CDL), Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque (AMPE), Centro Empresarial Social e Cultural de Brusque (CESCB), Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Brusque (SINDILOJAS), Sindicato das Indústrias Metal Mecânica e de Materiais Elétricos de Brusque (SIMMEBr), Sindicato das Indústrias da Construção Civil de Brusque (SINDUSCOM), Sindicato das Indústrias do Vestuário do Brusque, Botuverá, Guabiruba e Nova Trento (SINDIVEST), Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem de Brusque, Botuverá e Guabiruba (SIFITEC), Sindicato dos Contabilistas de Brusque (SINDICONT) e OAB - Subseção de Brusque.

O Observatório Social de Brusque (OSB Brusque) foi oficialmente instalado na cidade em 28 de abril de 2011, tendo (até hoje) o Sr. Evandro Carlos Gevaerd — coronel aposentado do corpo de bombeiros — como Diretor Executivo, com a missão de estruturar e operacionalizar as atividades da organização.

Com competência e profissionalismo — como em todas as suas outras empreitadas —, Tato atuou diretamente no OSB Brusque, com suas ações nesse período, fez sua parte ao tentar conscientizar a população do seu papel enquanto cidadãos.


Legado

Adoeceu em razão de um câncer de pulmão em 2017. Nelson Zen Filho, eterno Tato, faleceu com 60 anos em 2018, mas seu legado permanece vivo nas iniciativas com as quais contribuiu.

No município, foi eternizado no meio filantrópico e empreendedor, com destaque a ACIBr, onde ainda é lembrado por sua competência e profissionalismo em seu mandato.

Pai querido, amigo leal e marido companheiro, foi exemplo de honra e disciplina para os amigos e família, esbanjando de tais qualidades em todas as suas ações para aqueles que amava.

No Observatório Social de Brusque, seus valores e princípios ainda são seguidos diariamente em nossas ações. Por isso, essa homenagem vem não somente para prestigiar sua passagem por Brusque - e suas contribuições para o município - mas para dar continuidade às suas crenças e iniciativas, para que seu honroso legado atinja cada vez mais pessoas.


A nova revista foi feita com o auxílio da Associação dos Municípios do Médio Vale de Itajaí (AMMVI), e começa a ser utilizada ainda neste semestre. A mesma será repassada também para os demais municípios que realizam a aplicação do programa, ficando a critério dos Observatórios municipais se passarão a utilizá-las neste ou no próximo semestre.


37 visualizações