• Eliza Keren M da Silva

Ministério da Saúde avalia Saúde Pública em Brusque

O Observatório Social de Brusque e Região se propôs a conhecer a saúde pública do município. Logo em meados de fevereiro, pesquisadores do OSBr se reuniram com Técnicos da Secretaria Municipal de Saúde. Na ocasião foram discutidos assuntos pertinentes à saúde bem como levantada a possibilidade de criar um questionário com o auxilio da Secretária de Saúde, a fim de avaliar a Saúde Pública da cidade sob a ótica do usuário do sistema. Ao ser abordado essa questão, a responsável pela direção de planejamento, controle, avaliação, regulação e auditoria, Estela Ribeiro, explicou que o município aderiu ao Programa de Melhoria de Acesso e da Qualidade de Vida (PMAQ) no último ano. Trata-se de um programa de incentivo governamental que visa melhorar o acesso e a qualidade na saúde.


O que é o PMAQ? A Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) é uma estratégia do Ministério da Saúde que busca estimular o desenvolvimento das equipes de atenção básica bem como avaliar diversos pontos que dizem respeito ao acesso e a qualidade oferecida pelas Secretarias Municipais. Para isso recebe também incentivo monetário do governo federal.


Indicadores e Conceitos Os conceitos de avaliação são divididos em: muito acima da média, acima da média e mediano ou um pouco acima da média. Para cada indicador ou dimensão existe determinadas subdimensões. Ao total são cinco indicadores e trinta e oito subdimensões. Os três primeiros indicadores avaliam a gestão e os seguintes, as equipes que se encontram nos postos de saúde bem como a estrutura do local. O primeiro mede o Conceito da Equipe dimensão Gestão Municipal, o segundo as condições de funcionamento/trabalho da Unidade Básica de Saúde, o seguinte está relacionado à valorização do trabalhador, já a quarta mede a organização do processo de trabalho, diferente da última relacionada ao acesso, utilização, participação e satisfação do usuário.


PMAQ em Brusque O município conta atualmente com 25 Equipes de Saúde da Família (ESF), que tem como responsabilidade intervir no ambiente familiar através da visitação dos agentes comunitários de saúde, sendo capaz de chamar a atenção da população para boas práticas a fim de prevenir doenças e melhorar a qualidade de vida. Essa intervenção tem sequência nos postos de saúde com outros profissionais da área. Do total das 25 equipes, 17 foram cadastradas no PMAQ. 

As equipes passaram, no último ano, por uma avaliação externa realizada pelo Ministério da Saúde, onde foi medido o desempenho da gestão da própria Secretaria Municipal de Saúde e das equipes cadastradas, conforme já explicado acima. De maneira geral, oito delas apresentaram desempenho acima da média e nove, muito acima da média. A avaliação leva em consideração as condições, características dos municípios avaliados, como população, estrutura de saúde, etc. 


A seguir, quadro de desempenho comparativo de Brusque em relação a Santa Catarina e Brasil. Nota-se que Brusque teve um desempenho superior a média estadual e brasileira.






Acompanhe, nas próximas publicações do OSBr, os resultados da avaliação de desempenho, por bairro, feita pelo Ministério da Saúde envolvendo as equipes inscritas no PMAQ.


Fonte: Dados repassados pela Secretária de Saúde de Brusque.


Foto: Site Nopatio


Notícias relacionadas 20/03/2013 - 10:42 http://www.osbrusque.com.br/web/noticia.php?noticia=272:pesquisadores-do-osbr-falam-sobre-a-saude-publica-municipal

0 visualização0 comentário