• Observatório Social

Lançada a maior biblioteca digital sobre corrupção do mundo

Atualizado: 23 de Jul de 2019

A Universidade de São Paulo (USP) e o jornal O Estado de S. Paulo lançaram oficialmente a Corrupteca, uma biblioteca digital especializada em corrupção. O material disponível pode ser acessado por qualquer cidadão, que terá a sua disposição cerca de 100 mil volumes digitais de texto.


O conteúdo reúne produção científica extraída de 48.567 periódicos científicos, disponíveis em 1.643 universidades e centros de pesquisa do Brasil e mais 62 países. Esse conteúdo internacional foi possível graças a parceria com o consórcio Open Archives Initiative (OAI), entidade que interliga conteúdos acadêmicos digitais em todo mundo.


Além disso, a Corrupteca conta com todos os registros sobre corrupção publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo desde 1875 no Estado de São Paulo.


A iniciativa em criar o acervo foi do Núcleo de Pesquisas em Políticas Públicas da USP (Nupps), dirigido pelo cientista político José Alvaro Moisés. Segundo os criadores, a Corrupteca pretende fomentar a pesquisa sobre corrupção e seus impactos nas políticas públicas e na qualidade da democracia.


0 visualização0 comentário