• Eliza Keren M da Silva

CNJ lança campanha contra a corrupção

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou, ontem (9), uma campanha nas redes sociais para estimular os cidadãos a adotar um comportamento mais ético em situações comuns, quando os comportamentos desonestos passam quase que despercebidos. A campanha veio à tona no dia Internacional de Combate à Corrupção.

ATITUDES QUE MUDAM

A compra de um produto pirata, embora pareça um ato inocente, pode alimentar uma rede que se mantém no mercado pela prática de inúmeros crimes, como a corrupção de autoridades e policiais. Além disso, a pirataria prejudica o País, pois sobrevive da sonegação de impostos e da exploração do trabalho irregular. Da mesma forma, ao pagar propina, a pessoa está olhando apenas para seu interesse imediato, em detrimento do País e da sociedade.

A campanha é apenas uma pequena parte da ação do CNJ em prol do restabelecimento da moralidade no País. Como órgão de controle administrativo e financeiro do Poder Judiciário, o Conselho vem atuando para coibir eventuais desvios de magistrados e também no estabelecimento de normas que deem mais transparência aos atos dos tribunais.

Foram produzidas peças que serão postadas no Facebook e frases para o Twitter que utilizarão a hashtag #CorrupcaoNao.


Fonte: Conselho Nacional de Justiça

0 visualização0 comentário