• Observatório Social

Brusque é a sétima maior geradora de empregos de Santa Catarina

Brusque está definitivamente entre os destaques na geração de empregos com carteira assinada em Santa Catarina. De acordo com dados do Ministério do Trabalho e Emprego obtidos através do CAGED - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o município se posiciona na sétima colocação, a frente de cidades como Criciúma e Lages.


No primeiro semestre de 2012, os setores da economia brusquense geraram 1.793 novas vagas no mercado de trabalho. O setor que mais contribuiu para o resultado foi a Indústria, com 1.127 novas vagas. Serviços aparece na sequência com a contratação de 449 novos funcionários, o Comércio de 150 novas vagas, Construção Civil de 51 e Agropecuária, Extração vegetal, Caça e Pesca de 16. No total, 15.383 contratações aconteceram, enquanto outros 13.590 desligamentos foram efetuados.


O destaque foi Blumenau, a maior geradora de empregos com 5.555 novos contratados atuando na cidade de janeiro a junho, impulsionada pelo setor de Serviços que ultrapassou a Indústria, tradicionalmente a líder do ranking. Já a vizinha Itajaí teve queda nas contratações nesse mesmo setor, e fechou o período com saldo negativo.


Um caso único que pode ser observado na lista é o pequeno município de Cerro Negro, que está na 19ª colocação apesar de possuir apenas 3.585 habitantes, segundo o censo 2010 do IBGE. A economia da região tem sofrido grande impacto com a implantação da Usina Hidrelétrica Garibaldi, no Rio Canoas, que impulsionou a contratação de 719 novos funcionários na Construção Civil.


As praianas Florianópolis e Balneário Camboriú aparecem como destaque negativo, ambas apresentaram mais demissões do que contratações no Comércio, na contramão dos demais setores. O fato pode ser explicado pela sazonalidade de contratações em municípios litorâneos, que aumenta a demanda na temporada no final do ano.


Em todo o Estado de Santa Catarina, o setor da economia que mais colaborou para o aumento das vagas no mercado de trabalho também foi a Indústria com 27.436 novas vagas. O setor de Serviços foi o segundo na geração de novas vagas com 21.633 empregos, seguidos por Construção Civil, Comércio e Agropecuária, Extração vegetal, Caça e Pesca. 

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo