• Observatório Social

Análise revela aumento nas contas de energia na Prefeitura de Brusque

Levantamento também foi realizado nas contas da Prefeitura de Guabiruba e Botuverá


O Observatório Social de Brusque (OSBr) realizou uma análise em Brusque, Guabiruba e Botuverá para saber quanto as prefeituras gastaram com energia e água nos últimos três anos. As informações foram coletadas no Portal da Transparência de cada cidade.


A fornecedora de energia elétrica para os municípios é a Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A). A instituição provedora de água em Brusque é o Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), mas em Guabiruba e Botuverá quem responde pelos serviços é a Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento).


Energia


Botuverá é a cidade que teve o aumento mais expressivo dentre as pesquisadas. Em relação a 2014 o aumento foi de 98,10% para os cofres municipais. O custo da energia elétrica para a Prefeitura em 2015 foi de R$ R$ 389.180,62, sendo que no ano anterior foi pago um total de R$ 196.450,78.


Logo em seguida está a Prefeitura de Guabiruba, que no ano passado pagou R$ 1.038.282,62 com energia elétrica, um aumento de 60% sobre 2014. Brusque aumentou em 55,38% a conta de energia. Em 2015 a Prefeitura pagou R$ 5.668.668,41 na conta de luz, sendo que em 2014 o custo foi de R$ 3.648.254,41.


Água


Apesar de apresentar o maior custo com energia, o município de Botuverá economizou mais de 80% em relação a 2014 na conta de água. Em 2015 foi pago R$ 14.093,38 para os serviços e no ano anterior, R$ 25.424,61.


Em 2015, Guabiruba teve um aumento de 13,13% em relação a 2014. No ano passado a prefeitura pagou R$ 74.629,72 pelos serviços. Brusque também teve um acréscimo, cerca de 18% sobre 2014. O valor de R$ 347.762,49 foi pago para o Samae, em 2014 o mesmo serviço teve o custo de R$ 283.936,74.


Confira abaixo a tabela completa sobre os custos com água e energia nos últimos três anos.



0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo