• Observatório Social

Índice de Percepção da Corrupção 2019

Atualizado: 28 de Jan de 2020

A Transparência Internacional divulgou na última quinta-feira (23) o Índice de Percepção da Corrupção (IPC) referente ao ano de 2019. Ao todo foram 180 países e territórios classificados de 0 (altamente corruptos) à 100 (altamente íntegros) com base nos níveis percebidos de corrupção no setor público por especialistas e empresários.


Dinamarca e Nova Zelândia dividem o primeiro lugar do ranking como países mais íntegros, com 87 pontos, seguidos pela Finlândia (86 pontos), Singapura, Suécia e Suíça (85 pontos).


Quanto à menor pontuação, a Somália lidera os países mais corruptos com apenas 9 pontos, seguida pelo Sudão do Sul (12 pontos), Síria (13 pontos) e Iêmen (15 pontos).


Mais de 2/3 dos 180 países analisados somaram menos de 50 pontos, sendo a média mundial 43 pontos.


Uma das revelações encontradas pelo IPC indica esforços de anticorrupção estagnados nos países do G7. Quatro integrantes do referido grupo tiveram um desempenho pior em relação a 2018: Canadá (-4), França (-3), Reino Unido (-3) e Estados Unidos (-2). Alemanha e Japão não apresentaram nenhuma melhoria, enquanto Itália ganhou um ponto.


Desde 2012, apenas 22 países obtiveram uma melhora significativa no desempenho anticorrupção, incluindo: Estônia, Grécia e Guiana. No entanto, 21 países apresentaram uma queda brusca, como Austrália, Canadá e Nicarágua. Os demais apresentaram pouco ou nenhum progresso na luta contra a corrupção.


Nenhum país atingiu a nota máxima do IPC.


Desempenho brasileiro


O Brasil apresentou sua pior nota no IPC pelo segundo ano consecutivo, além de cair uma posição no ranking em relação a pesquisa feita em 2018.

Ocupando o 106° lugar dos 180 países avaliados, o Brasil divide a mesma pontuação da Argélia, Armênia, Costa do Marfim, Egito, Macedônia e Mongólia.


Em relação aos BRICS, o Brasil apresenta um dos piores desempenhos do grupo, atrás apenas da Rússia, que obteve 28 pontos.


Dos países da América do Sul, Uruguai (71), Chile (67) e Argentina (45) foram os únicos que tiveram a pontuação acima da média mundial.


Para conferir todos os dados do Índice de Percepção da Corrupção (IPC), acesse: file:///C:/Users/usu%C3%A1rio/Downloads/67_indice-de-percepcao-da-corrupcao-2019.pdf

83 visualizações0 comentário